terça-feira, 6 de setembro de 2011

Declaração de amor à minha filha


Em alguns momentos vi a filha que fui e em outros a mãe que sou hoje. Lembrei-me de que, quando era adolescente, dizia que jamais seria igual à minha mãe. Esta era a minha frase predileta e a de muitas adolescentes iguais a mim.
De filha passei a ser mãe e com a sua chegada, minha primeira atitude foi a de recorrer àquela senhora "quadrada", "antiga", "chantagista” e graças a Deus minha MÃE. E assim, fui obrigada a admitir que em muitas coisas ela estava certa.
Ter você foi o ponto de reencontro com a minha mãe, o recomeço, enfim a retomada do fio da meada que perdi nos descaminhos de minha vida. Filha, obrigada pela oportunidade.
Parabéns pela doçura de seus gestos, sorrisos e até choros, pela ternura que sempre trás em tudo o que faz. Você tem a habilidade de me fazer sorrir, meu único e total sorriso, o mais alegre que jamais sorri. Sinto-me tão bem que fico encantada.
Obrigada, por esses felizes anos, tão cheia de vida, de alegria, enchendo meus dias de uma paz verdadeira, a paz do amor. Como mãe me sinto feliz por você fazer parte da minha vida. Que você seja uma pessoa sincera, meiga, inteligente, leal, lutadora, vencedora, alguém que planeja e realiza. Estarei sempre aqui sendo sua maior torcedora. Você hoje é minha boneca, meu mimo, meu sonho e minha primeira e única preocupação. Amanhã será meu orgulho, minha realização.


Artigos Relacionados

0 comentários: